3ª VARA CÍVEL DE PENÁPOLIS/SP

ModalidadeOnline
Local do leilão
1ª Praça
AberturaFechamentoLance Inicial
03/09/18 14:0006/09/18 14:00Vide rel. de lotes

PARTE DE IMÓVEL EM AVANHANDAVA/SP

  • PARTE DE IMÓVEL EM AVANHANDAVA/SP
StatusAGUARDE
Maior Lance-
Usuário-
Avaliação52.749,61
Lance mínimo52.749,61
Incremento500,00
Área de lances

Parte de 1/6 (um sexto) do imóvel, situado casas e terreno à Rua Tupi, na Vila Bandeirantes, em Avanhandava/SP, objeto da matrícula nº 4.779 do CRI de Penápolis. No local, encontra-se edificada uma casa, nº 321, uma edícula no fundo desta, outra casa com nº 331, um terreno, uma rua antiga (prolongamento da Rua das Camélias), ainda não averbada, e após a rua há outra parte do terreno, todos objeto da mesma matrícula.

 

Obs.: Consta em Av-10 da matrícula o procedimento de retificação consensual para ficar constando que pelo levantamento levado a efeito, o terreno objeto desta matrícula onde acha-se edificado o prédio nº 321 da Rua Tupi, possui área de 1.979,77 metros quadrados dentro das seguintes metragens e confrontações: do lado direito de quem de frente olha para o imóvel confronta com a Rua das Camélias na extensão de 15,26 metros, de onde faz ângulo a direita e segue confrontando com a Rua dos Gerânios na extensão de 30,25 metros; do lado esquerdo confronta com o prédio nº 307 da Rua Tupi (transcrição nº 45.611), na extensão de 30,50 metros; pelos fundos confronta com a Prefeitura Municipal de Avanhandava (matrícula nº 13.468) na extensão de 45,17 metros, e pela frente confronta com a Rua Tupi e com o prédio nº 07 da Rua Borba Gato, na extensão de 79,26 metros, sendo que nos primeiros 52,62 metros com a referida Rua e nos 26,64 metros restantes com o prédio nº 07;

 

Obs.2: Consta na Matrícula: Penhora sobre a parte que cabe ao executado em Av-11; Indisponibilidade em Av-07, Av-08 e Av-09 e Retificação Consensual da área em Av-10.

 

Avaliação da parte de 1/6: R$ 52.749,61 (cinquenta e dois mil e setecentos e quarenta e nove reais e sessenta e um centavos), excluindo-se a área da rua (Prolongamento da rua das camélias).

Seguirá o disposto no Provimento CSM 1.625/2009, salvo condições aqui expressas.

Do Pagamento:

O arrematante deverá efetuar o pagamento da arrematação no prazo de até 24 (vinte e quatro) horas, após o encerramento do leilão, através de guia de depósito judicial, sob pena do desfazimento da arrematação, salvo em condições adversas devidamente autorizadas pelo MM. Juízo.

Da realização do Leilão e da Comissão do Leiloeiro:

Os Leilões serão realizados pelos leiloeiros oficiais indicados por este Juízo, quais sejam, os Senhores Raphael Cavalli Yarid, Edson Carlos Fraga Costa Yarid e Marcelo Fuad Cavalli Yarid, devidamente inscritos na JUCESP sob os números 760, 458 e 768, cuja comissão será de 5% (cinco por cento) calculado sobre o valor da arrematação, a cargo do arrematante (artº 23 § 2º da LEF), paga no ato, diretamente ao leiloeiro. A comissão do leiloeiro não está inclusa no valor da arrematação, e não caberá devolução em caso de desistência por iniciativa do próprio arrematante, motivada ou não por eventual interposição de embargos à arrematação ou outra ação autônoma. Nos casos em que a comissão for devolvida, esta será deduzida das eventuais despesas incorridas. Em caso de acordo ou pagamento do débito dentro dos 5 (cinco) dias que antecede a 1ª praça do leilão, correrá a cargo do executado a comissão do leiloeiro, bem como, o ressarcimento das suas despesas, valor este, devidamente homologado pelo juízo. O prazo para eventuais embargos à arrematação fluirá da data da realização da praça/leilão.

Do estado dos bens:

Os bens serão alienados no estado em que se encontram, cabendo aos interessados sua verificação (artº 9 do Provimento CSM nº 1.625/2009). Em especial, se tratando de bens imóveis, o interessado deverá verificar sua situação, relevo e localização, eximindo o Leiloeiro, a exequente e o Setor de Execuções Fiscais de Francisco Morato de quaisquer responsabilidade, mesmo em caso onde exista imagens inseridas no portal, pois estas poderão não mostrar a real situação do bem.

Dos débitos:

Eventuais débitos incidentes sobre os bens arrematados correrão por conta do arrematante, salvo, se tratando de imóveis, os débitos tributários ao qual se aplica o Artº 130, parágrafo único do CTN.

Disposições gerais:

A publicação deste edital supre eventual insucesso das notificações pessoais e dos respectivos patronos. Ficam os Executados supramencionados bem como os seus respectivos cônjuges, se casados forem e demais interessados, devidamente INTIMADOS dos termos do presente edital. E, para que ninguém possa alegar ignorância, expediu-se o presente edital, que será publicado e afixado na forma da lei. NADA MAIS. Francisco Morato, 12 de julho de 2018.

End.: Rua Tupi, , 321, Vila Bandeirantes, Avanhandava/SP

Mapa para PARTE DE IMÓVEL EM AVANHANDAVA/SP

Indisponível
Últimos lances superados
LoginValorDataTipo
Este lote ainda não teve lances superados
Relação de lances por usuário
LoginIPTotal de lancesMaior lance
Este lote ainda não recebeu lances